sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Já que é prá realizar...

Eu já tinha ouvido falar de Machu Picchu, mas não tinha ainda me despertado nada especial, até que pelos idos de 2000, por conta da criação do "Clube BigTrails do Brasil", acabei conhecendo o Chardô (chegou a participar lá com a gente) e adquirindo um livro seu, sobre sua viagem a Machu Picchu. Lendo o mesmo, passei desde então a sonhar com a MINHA vez.

Sempre tive em mente que o período ideal para esta viagem seria entre outubro de dezembro. E foram 10 anos sonhando... Por duas vezes seguidas (em 2002 e 2003) fui impedido por razões profissionais. De 2004 a 2008 a razão foi meu filho mais novo, nascido em 2004. De 2008 a 2010 foram questões profissionais (Petrobrás e minha própria empresa).

Mas 2011 chegou, as coisas foram se arrumando, e arregacei as mangas mais uma vez, caí no planejamento e agora estou a quase 30 dias da partida. A "Velha Montanha" ainda está lá, a minha espera, e desta vez eu vou. Está quase tudo pronto e até a bagagem já está parcialmente arrumada.

Já contei os anos, mas hoje conto os dias. Como diz Amyr Klink: "Um dia é preciso parar de sonhar e, de algum modo, partir". E é isto que vou fazer, em 29 de outubro.

E como se não bastasse isso, já que é prá realizar o sonho, resolvi "escancarar". Já que meus amigos "motociclistas de garagem" (sim, os petroleiros em especial, que só andam de moto no navio e na garagem de suas casas... hahahaha) não desencantam, arrumei dois parceiros. Meus dois filhos... e prá isso eu presenteei um deles hoje com uma motoca zeradinha, justamente prá curtirem juntos nossa aventura. Então vamos nós quatro e as duas motos.




Prá esquentar mais o clima, hoje tem uma reportagem no Globo Reporter sobre o deserto do Atacama. Vamos assistir todos juntos.

Quanto à motoca, é uma Yamaha XTZ250 Tenere. Isso mesmo... uma 250!!! Já cansei de falar: a cilindrada não importa. O que move as pessoas prá essa aventura é o desejo e não as cilindradas ou cavalos de suas máquinas.

Agora o "bicho pegou" porque o custo aumentou, e os preparativos também. Vamos ver como desenrolamos isso... o importante é que valerá a pena... se ir a Machu Picchu de moto é a realização de um sonho, ir acompanhado de minha esposa e meus filhos, e DE MOTO, é muito mais emocionante.

3 comentários:

  1. Amigo, vai tranquilo. revi sua planilha de viagem, e vai ser bem tranquilo, pois nesse period o por do Sol é bem tarde pelas bandas do pacifico, dai pode descansar um pouco mais pela manhã e viajar mas á tardinha.

    ResponderExcluir
  2. voce está me animando a pilotar de novo!!!
    boa sorte!!!

    ResponderExcluir

Agradeço por sua visita e comentários.