segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Novo Brinquedo: Yamaha TTR-230


Novo Brinquedo: Yamaha TTR-230

Ela veio pra se juntar com a DTzinha (isso mesmo!!!! ela está saindo da oficina!!).
Eu estava com muita saudade do off-road em duas rodas, e agora pretendo me divertir bastante, e em família, o que é mais gostoso.

A roupagem dela (e da DT-200) já está pronta... só falta eu desembarcar e colocar as duas no cavalete e começar a mudança. Dá uma olhada abaixo em um rascunho de como ela deve ficar.






sábado, 27 de setembro de 2014

Documentário Caminhos da America 1









Uma viagem não acaba nunca,  só os viajantes acabam... e mesmo estes podem prolongar-se em memórias, lembranças, em narrativas e imagens."
Jose Saramago 



segunda-feira, 15 de setembro de 2014


Quando se sabe ouvir não precisam muitas palavras, quanto tempo eu levei pra entender que nada sou... que nada sou."
Ira 





domingo, 14 de setembro de 2014


Não importa o que fizeram de nós. O que importa é o que faremos com aquilo que fizeram de nós."
J. P. Satre





Quando o desejo de realizar um sonho passa a ser o desafio de fazer acontecer, é inevitável que aconteça."
Rubem Junior 





E me imagino percorrendo aquele trecho, imaginariamente, em um dia bonito como foi aquele, como se algo de lá agora me pertencesse e pudesse percorrer o trecho, de coração, quantas vezes quisesse. Aquele trecho nos pertence. E jamais nos esqueceremos de tudo que vimos." 
Antonela Catania




segunda-feira, 1 de setembro de 2014


Infelizmente, por motivo de força maior, a Expedição Ushuaia está momentaneamente suspensa.

Nesta semana começaria a preparação das duas motos Yamaha (660 e 1200), e o roteiro estava praticamente fechado (incluindo o Chile, com passagem por Santiago).

A terceira moto também já entraria em processo de aquisição, mas é isso... a vida é assim... acontecem coisas que fogem do nosso domínio e temos que reavaliar, e é isso que estará sendo feito nas próximas semanas, para que possamos definir se poderemos ou não seguir com o projeto, e para quando.

Agradeço de coração a todos os que vinham nos acompanhando e apoiando. Assim que tiver novidades eu posto aqui pra vocês.

Um grande abraço.

Elton






quarta-feira, 27 de agosto de 2014


Faltam 126 dias para a saída para o Ushuaia, e estamos lançando hoje o logo oficial da expedição. A criação é da Anna Paula.

Derivados deste aí serão criados os adesivos e camisas, que serão confeccionados para a ocasião.





[Anterior]   [Próximo]

terça-feira, 26 de agosto de 2014

VIVER OU JUNTAR DINHEIRO?

Mensagem muito interessante de um ouvinte da CBN na íntegra:

"Prezado Max, meu nome é Sérgio, tenho 61 anos e pertenço a uma geração azarada: quando jovem, as pessoas diziam pra escutar os mais velhos pois eles eram mais sábios, agora dizem que tenho que escutar os jovens pois eles são mais inteligentes.

Na semana passada li numa revista um artigo no qual jovens executivos davam receitas simples e práticas para qualquer um ficar rico. E eu aprendi muita coisa... Aprendi, por exemplo, que se eu tivesse simplesmente deixado de tomar um cafezinho por dia, durante os últimos 40 anos, eu teria economizado R$ 30.000,00. Se eu tivesse deixado de comer uma pizza por mês, teria economizado R$ 12.000,00, e assim por diante. Impressionado, peguei um papel e comecei a fazer contas, então descobri, para minha surpresa, que hoje eu poderia estar milionário. Bastava não ter tomado as caipirinhas que tomei, não ter feito muitas das viagens que fiz, não ter comprado algumas das roupas caras que comprei e, principalmente, não ter desperdiçado meu dinheiro em itens supérfluos e descartáveis.

Ao concluir os cálculos, percebi que hoje eu poderia ter quase R$ 500.000,00 na minha conta bancária.
É claro que eu não tenho este dinheiro. Mas se eu tivesse, sabe o que este dinheiro me permitiria fazer? Viajar, comprar roupas caras, me esbaldar com ítens supérfluos e descartáveis, comer todas as pizzas que eu quisesse e tomar cafezinhos à vontade. Por isso acho que me sinto absolutamente feliz em ser pobre.
Gastei meu dinheiro com prazer e por prazer, porque hoje, aos 61 anos, não tenho mais o mesmo pique de jovem, nem a mesma saúde. Portanto, viajar, comer pizzas e cafés, não faz bem na minha  idade e roupas, hoje, não vão melhorar muito meu visual!!

Recomendo aos jovens e brilhantes executivos que façam a mesma coisa que eu fiz, caso contrário, chegarão aos 61 anos com um monte de dinheiro em suas contas bancárias, mas sem ter vivido a vida".

"Não eduque o seu filho para ser rico, eduque-o para ser feliz.
Assim, ele saberá o valor das coisas, não o seu preço." 


Max Gehringer


segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Novidades na Expedição Ushuaia 2015

Nossa previsão inicial é de que a largada seja dada no dia 01/jan/2015.

Provavelmente teremos pelo menos duas motos envolvidas nesta aventura: uma Yamaha XT1200Z, com Elton e Lourdes, e uma Yamaha XT660R com dois de nossos filhos (Matheus e Wellington). Ainda há a possibilidade de uma terceira moto, com nossa filha Anna Paula, mas ainda dependemos de algumas confirmações.

Prévia dos Roteiros de Ida e Volta


 Trajeto de IDA
- Distância Prevista: 6.396 km
- Dias na Estrada: 11 (onze)
- Dias Parado: 05 (cinco)
- Tempo Total: 16 dias


Trajeto de VOLTA
- Distância Prevista: 6.850 km
- Dias na Estrada: 14 (quatorze)
- Dias Parado: 04 (quatro)
- Tempo Total: 18 (dezoito)


Duração Total da Expedição: 34 dias
Distancia Total Percorrida: 13.246 km



sábado, 23 de agosto de 2014

Tecnotruta - No pé do Pico da Bandeira

Bem "no pé" do Pico da Bandeira,  pelo lado capixaba, está o agradabilíssimo recanto chamado Tecnotruta,  onde você pode passar o dia com a família, curtindo um clima muito especial, e saboreando os pratos baseados em truta, ou outros.

O local fica no município de Ibitirama-ES, e guarda um imenso criadouro de truta.

domingo, 17 de agosto de 2014

Mensagem aos viajantes



"Você sempre vai querer planejar melhor, 
Nunca haverá dinheiro suficiente, 
E o momento ideal não existe. 
Portanto, encontre a coragem, 
Tome uma decisão, 
Prepare o quanto puder e 
Vá adaptando o resto pelo caminho. 
Será a melhor época de sua vida"






sábado, 16 de agosto de 2014

Foi dada a largada para Ushuaia 2015

Acertamos a data: partiremos dia 01/01/2015. Iremos em duas motos: eu e Lu (esposa) na XT1200 e os filhos, Matheus e Wellington,  na XT660.
Tenho três amigos interessados (Romolo/Rio/carro, Antonio Carlos/Rio das Ostras/moto e Rychard/Oiapoque/moto), mas não sei se esta data será favorável à eles.
Hoje iniciei a preparação da XT1200, confeccionando um protótipo de um suporte pra GPS no painel. Era só pra servir de molde, mas gostei tanto do resultado que acho que vou deixar assim (só falta pintar de preto e forrar a parte interna de camurça).

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Roteiros da Expedição 2014: em análise

Levantei alguns percursos, que podem ser usados tanto para ir quanto para vir. Os pontos de paradas (pernoites) estão escritos em vermelho, porém estou agora outras condições, como QUEM, QUANDO e COMO, para então definir então os pontos em que permanecerei parado, para descanso e turismo.



Preparação para o Ushuaia

Pensando na Expedição Ushuaia, já estou providenciando alguns ítens:

Protetor de motor, com pedaleiras:
Além de proteger o motor e carenagens laterais, ainda promove um conforto a mais (com as pedaleiras).


Protetor de Cárter:
Protege o cárter e toda a parte inferior do motor, principalmente se considerarmos o "rípio", presente em alguns trechos do trajeto.

Ampliação da Base do Descanso Lateral:
Item essencial que possibilita parar a moto no descanso lateral mesmo sobre terrenos fofos.


Faróis Auxiliares:
Não planejo pilotar à noite, porém é necessário estar pronto para eventualidades (inclusive a falta dos faróis principais). Usarei do tipo com leds, pois possuem boa luminosidade e baixo consumo.



Apoio de Mão para Acelerador:
Dizem que facilita bem as coisas, descansando o pulso, principalmente em longas distâncias com poucas alterações. Vou experimentar.

Riser para Guidão:
Vou elevar 30mm (confecção própria, em aço inox), o que faz com que os braços fiquem mais elevados e o corpo mais ereto, tornando a posição mais correta ergonomicamente, e a pilotagem menos cansativa.


Barraca 2 Lugares:
Nunca me preocupei com isso mas, diante de alguns relatos lidos na internet, passo a achar prudente levar uma, pois não ocupa muito espaço e é leve.

Protetor de Faróis:
Pensando mais uma vez, no "rípio", é interessante se precaver de surpresas desagradáveis, e sabem como são estas coisas, pela "Lei de Murph", se por acaso um farol desses quebrar, muito provavelmente isso vai acontecer no pior momento, ou seja: à noite, num feriado ou fim de semana, bem longe de uma oficina.... enfim, melhor prevenir.


Filtro de Linha: 
Para facilitar na hora de carregar as baterias e ligar equipamentos, nos hotéis por onde passarmos.

Adaptador Universal:
Importante pois encontraremos, com certeza, locais em que não conseguiremos encaixar nossos carregadores de bateria, fontes de notebooks, e outros apetrechos. Assim utilizamos um adaptador desse tipo na tomada do local, e um filtro de linha acoplado à ele.


Termômetro:
Apenas para monitorar as condições do ambiente.

Spot:
Dispositivo que permite que familiares e amigos possam acompanhar, em tempo real, nossa localização, além de permitir disparo de mensagens informativas ou até mesmo de emergência.
  

Luvas, Blusa e Balaclava ThermoSkin:
Para serem utilizadas por baixo das luvas de couro, casaco de viagem e capacete respectivamente, em situações mais extremas de frio (não quero sentir de novo o que senti na chegada em San Pedro de Atacama-CHI).

Monopé:
Permite tirar fotos de si mesmo em ângulos mais interessantes.


domingo, 3 de agosto de 2014

Wikiloc, um maravilhoso mundo novo


Galera, quero falar pra vocês do Wikiloc, um serviço de compartilhamento de trilhas pela internet, e que tem um aplicativo para celulares (Android e IPhone) fantástico, que me surpreende, e encanta a cada dia. E tem mais: apesar da imagem da tela do aplicativo, que estou postando acima, estar em inglês, tanto o site como o aplicativo são em português.

Toda trilha ou passeio que eu faço, de 4x4 ou de moto, ele está lá, me ajudando. É fantástico. Eu costumo "viajar" pelo Google Maps (só uso o modelo antigo, ou "clássico"), onde vou montando o traçado que quero fazer. Depois salvo o mapa e exporto como "KML", e daí importo para o site do Wikiloc, e carrego esta nova trilha para o celular. Então é só "correr para o abraço". Amigo inseparável nas minhas aventuras.

Vou reproduzir abaixo um texto extraído da "net", que fala um pouquinho mais sobre o assunto.

"Com a vasta opção de aplicativos de smartphones para navegação por GPS, fica cada vez mais difícil saber qual a melhor opção para utilização em trilhas de mountain bike. Muitos dos aplicativos não permitem a importação de tracklog de terceiros, tornando-os quase inúteis para a  prática do mountain bike. Por outro lado, apps mais sofisticados como o Locus e o Orux, possuem esta funcionalidade, mas são complicados de se usar, desanimando os leigos logo na primeira tentativa com recursos que raramente serão utilizados no mountain bike.

Pensando nisto, a Wikiloc desenvolveu seu próprio aplicativo, compatível com as plataformas Android e iOS, cujo principais destaques são a facilidade de uso e a possibilidade de importação, exportação e compartilhamento de tracklogs. Tudo isto de uma maneira fácil e intuitiva, bastando criar uma conta gratuita no Wikiloc e instalar o aplicativo em seu smartphone ou tablet.

Uma coisa que agrada logo de cara é que, ao contrário da concorrência, este aplicativo foi desenvolvido para a utilização em trilhas. O Wikiloc utiliza como fundo para os tracklogs imagens de satélite do Google Earth e não um simples mapa, que na maioria das vezes funciona muito bem nas cidades, mas no meio do mato mostra apenas um grande vazio. Em pedaladas exploratórias, as imagens de satélite ajudam na localização de singletracks, rios, florestas etc. de maneira muito mais eficiente.

Utilização – Após a instalação do aplicativo, é solicitada ao usuário a realização da configuração inicial, na qual são inseridas informações como o nome de usuário da rede Wikiloc, as unidades de medida de preferência (km ou milhas), nível de precisão do GPS, qualidade das fotos etc. O aplicativo possui suporte a várias línguas, entre elas o Português (Brasil).

Usar o Wikiloc é ridiculamente simples. Basta clicar em “Gravar Trilha”, escolher a modalidade de atividade (mountain bike) e, ao término da trilha, clicar em “Finalizar” e salvar o arquivo. Nesta etapa, o usuário poderá optar ainda por compartilhá-la nas redes sociais Wikiloc e Facebook.

É possível ainda realizar uma busca por trilhas próximas à região onde o usuário se encontra, função bastante útil para aqueles que não dispõem de tracklog previamente instalado no smartphones. Neste caso, é necessária a assinatura do serviço Search Pack, que pode ser adquirida pelo pereço de 12,86 reais (assinatura vitalícia).

O aplicativo está disponível para download gratuito para as plataformas Android e iOS. Para baixá-lo, clique em um dos ícones abaixo:


O Wikiloc - O site de compartilhamento de informações e rotas Wikiloc é uma comunidade de milhares de amantes de atividades ao ar livre que compartilham as suas melhores rotas de todo o mundo. Atualmente, conta com cerca de 900 mil usuários  em todo o mundo, que compartilham nada menos que 1,8 milhões tracklogs de trilhas percorridas a pé, de carro e de mountain bike, entre outros, além de quase 3 milhões de fotos.

Todas as trilhas disponíveis utilizam a interface de imagens e mapas do Google Earth, o que torna a experiência bastante fácil e agradável, mesmo para quem não tenha experiência com aparelhos GPS.

Aplicativo Wikiloc versão 2.3.8

Prós:
Facilidade de uso
Possibilidade de compartilhamento de trilhas com usuários de todo o mundo
Utiliza o Google Earth como imagem de fundo
Importa e exporta tracklogs no formato GPX (com opção de compartilhamento via redes sociais)
Em português

Contras:
Não é compatível com sensores de cadência e monitores cardíacos
Para a função de busca por trilhas de outros usuários é necessária a assinatura do serviço Search Pack"

(Extraído de Mountain Bike Brasília)


quarta-feira, 30 de julho de 2014

Vendo: Yamaha XT660R 2009/2009


Minha querida XTzona (esta da foto) está à venda, só que não vão juntos os baús laterais, nem a mala do tanque. Ela vai com protetor de motor com pedaleiras, wingrack da GIVI para instalação de baús laterais, bagageiro com base para baú traseiro, baú traseiro GIVI, protetor de mãos, bolha fumê alta, banco sela Erê.

Quem tiver interesse é só me procurar.





domingo, 27 de julho de 2014

A história da motocicleta



A PRIMEIRA MOTO 

Veículo de transporte no qual os princípios da bicicleta e do motor de combustão interna se acham combinados. O primeiro triciclo a motor foi construído pelo inglês Edward Butler, em 1884, e a primeira motocicleta que apareceu em público foi montada pelo alemão Gottlieb Daimler, em 1885. 

O doutor Otto (inventor do motor de combustão interna) tinha um assistente chamado Gottlieb Daimler, que o deixou em 1883 para desenvolver o seu próprio motor de combustão interna. 

Daimler adaptou o seu motor a uma estrutura de madeira em 1885. Na realidade, tinha quatro rodas, mas a história ignora os dois pequenos estabilizadores e considera que esta é a primeira moto. 

O motor era posicionado verticalmente no centro da máquina; a transmissão à roda de trás fazia-se através de uma correia para um contraveio, depois através de um carreto.Um punho rotativo controlava o travão de trás. A válvula de escape era operada mecanicamente, mas a válvula de admissão abria-se pela sucção do pistão. 

O motor Daimler, arrefecido a ar, tinha um carburador de superfície e uma ignição de tubo incandescente; este motor atingia as 700 rpm. A 10 de Novembro de 1885, o filho de Daimler, Paul, percorreu 9,5 km, de Cannstat até Unterturkhein e volta, tornando-se assim o primeiro motociclista do mundo. 

A alimentação melhorou substancialmente quando o assistente de Daimler, Maybach, inventou o carburador de pulverizador. Na Inglaterra, em 1887, Edward Butler construiu um triciclo com ignição elétrica e com um carburador com depósito de alimentação. 

A motocicleta não teve grande difusão até 1896, quando os veículos que trafegavam nas estradas foram dispensados de levar um homem com uma bandeira vermelha à frente e puderam desenvolver uma velocidade de até 22,5km/h, em vez de 6,5km/h. 

Em 1903 existiam mais de 50 tipos de motocicletas e triciclos a motor percorrendo as estradas inglesas (o maior e mais completo museu da motocicleta no mundo é o Beaulieu Abbey, em Hampshire, Reino Unido). 

As primeiras motocicletas não eram mais do que bicicletas dotadas de motor. Este não tinha colocação uniforme, e geralmente movia a roda traseira por meio de uma corrente. 

Cedo, porém, tornou-se claro que o melhor era situar o motor abaixo e perto do eixo da armação, porque um centro de gravidade baixo significava um controle mais seguro e aumentava a estabilidade na direção. 

A motocicleta teve amplo uso militar nas duas guerras mundiais. Depois de 1945, verificou-se o crescimento da indústria britânica de motocicletas; posteriormente, a indústria japonesa tornou-se a maior do mundo, enquanto a Itália, Alemanha, França e Bélgica firmavam-se como grandes exportadores.

(Texto extraído de http://www.mototour.com.br)

sábado, 26 de julho de 2014

Bye bye motocas

Pois é, estas três motokas estão paradas na Yamaha, há mais de dez meses.
Uma  Yamaha XT-660R (2009), uma Yamaha Tenere 250 (2011) e uma Suzuki Burgman 125 (2006). Todas pretas.
Hora de passá-las adiante, com um "aperto no coração", mas é a vida...

quarta-feira, 23 de julho de 2014

Ushuaia 2014/15


Ontem conheci um motociclista do Oiapoque, cheio de disposição,  que estava com planos de ir à Natal-RN em dezembro,  com a esposa. Lendo meu blog, se encantaram com a proposta de aventura ao Ushuaia, e mudaram seus planos.

Estamos conversando, estudando roteiro e data. A idéia inicial é pra dezembro.

Vamos que vamos...

domingo, 13 de julho de 2014

Piúma-ES x Tecnotruta (Ibitirama-ES)


Data: 13/07/2014
Veículo: Suzuki Jimny 4x4
Distância Percorrida: 172 km
- Tempo Gasto: 6 horas e 10 minutos
Participantes: Elton, Lourdes e Rillion

Pra ver a trilha no Wikiloc clique AQUI.

Saímos de Piúma no domingo às 07:40h para cumprir rota levantada através do Google Maps e transportada para o Wikiloc. Eu não sabia ao certo o que era asfalto e o que era terra, sendo que imaginava que predominantemente teríamos asfalto, o que não aconteceu... felizmente.

De Piúma até Iconha foram 10,3 km de terra, e dali pra frente foi asfalto, numa subida constante. Subimos cerca de 650 metros em 23 km, através de uma estradinha bem sinuosa, mas muito gostosa. Lá de cima dá até pra ver o mar. Foram 48,3 km de asfalto, depois de Iconha, passando por Vargem Alta, até São José de Fruteiras, quando deixamos a ES-164 e pegamos terra novamente, na ES-475.

Mais uma vez subindo, cerca de mais 100 metros, quando iniciamos um descidão. Descemos mais de 750 metros nos próximos 10 km, chegando ao fundo de um vale, por onde andamos por 20 km, até iniciarmos nova subida. Mas nesse vale passamos pela cidade de Castelo, deixando a ES-475 e pegandreiniciamos a subida, e chegamos numa cachoeira, à beira da estrada, no Km 110, pouco depois da localidade de Vieira Machado.

Subimos um pouco mais e transpomos mais uma montanha, descendo em Muniz Freire. Saímos desta cidade pela ES-379, asfaltada, mas cinco quilômetros adiante saímos na ES-489, também asfaltada. Mais cinco quilômetros e saímos da mesma, pegando uma subida de terra (e muito barro vermelho). Foi o trecho mais divertido do percurso, com subidas, descidas, curvas e retas, muitas pontes de madeira... e tudo cheio de barro.

Alternado pequenos trechos de asfalto, com longas estradinhas "de chão", chegamos à ES-190, que dá acesso ao recanto Tecnotruta, porém, alguns quilômetros antes do asfalto, uma surpresa: uma ponte interditada. Algum "espírito de porco" colocou foga na ponte (de madeira) e a mesma estava bem comprometida. Peguei uma corda, icei algumas pranchas que cairam no córrego, improvisei e... lá vamos nós. A Lu ficou com a máquina para registrar, mas estava tão nervosa que se esqueceu de fotografar.

Chegamos no Tecnotruta, bem ali nos pés do Pico da Bandeira, por volta das 13:30h, para descanso e almoço.Lugar legal, limpo, arrumado e aconchegante, mas só encontramos dois pontos negativos: o primeiro é que, estava frio demais, e não estávamos preparados pra tal, de forma que ficamos ali meio desconfortáveis. Segundo é que achamos muito "salgado" o preço dos pratos. Bem feitos e atraentes aos olhos, salgado também estava a batata que compensou a falta do mesmo no filé de truta, mas tudo com um sabor muito bom. Aqui na nossa terrinha a gente come bem, em quantidade e qualidade. Mas nessa hora conta também a diversão, o passeio, o lugar diferente, e muitas coisas mais.

Após alimentados, tiramos fotos e caímos na estrada de novo. Chegamos em Bom Jesus do Itabapoana quando começava o segundo tempo da prorrogação do jogo Alemanha x Argentina, e ainda vi o gol decisivo tomando um milk-shake.

Conhecemos assim, mais um pedaço destas terras capixabas. Até a próxima.

Foi um passeio bem legal e tranquilo (assista VÍDEO)