terça-feira, 13 de outubro de 2015

17º Dia - Expedição Bonito 2015 - Angra dos Reis-RJ x Itaperuna-RJ


- Distância Percorrida: 424 km


ÚLTIMO DIA, A SAUDADE DE CASA DISPARA

A subida da serra foi um prêmio neste último dia
Acordei às 06:00h, tomei um banho e comecei a arrumar nossas coisas. Desci com toda a bagagem e já fui arrumando na moto. Depois de tudo pronto, chamei a Lu, que se apontou e descemos para o café.

Embora não houvesse sol forte, também não havia indicação de chuva. Decidi sair sem calça e sem casaco de chuva, enquanto a Lu optou por usar o casaco. Saímos, retornando cerca de 12 km, para tomarmos a direção de Barra do Piraí-RJ, numa estradinha encantadora.

No início parecia uma estrada como outra qualquer, mas logo começaram a aparecer paisagens bem aprazíveis, e aquilo me fez um bem enorme naquele momento, visto que é comum nesse último dia a ansiedade tomar conta e a gente só se quer andar, andar e andar, podendo a viagem se tornar entediante e até mesmo perigosa. Andar de moto sem curtir o que se está fazendo é a última coisa que quero fazer, por isso me preocupo muito com esse "caminho de volta", e sempre falo, que ele tem que ser prazeroso e diferente.

E a subida da serra, com curvas e mais curvas, três túneis estreitos e escuros, é muito legal. A pressão do pneu traseiro voltou a baixar e agora mais rápido. Eu mantinha atenção no painel, sempre acompanhando a tendência, e percebia que teria que recalibrar o mais rápido possível, mas o problema é que só passávamos por localidades pequenas onde não via um posto de combustível ou oficina que oferecesse recursos adequados. Assim fomos andando até o cruzamento com a BR-116, quando paramos num posto para resolver esta questão e aproveitamos para hidratação.

Daquele ponto pra frente percorremos um bom trecho às margens do rio Piraí, e fomos até Barra do Piraí, onde paramos na KM Auto Center e tivemos que refazer a calibragem, que ainda não tinha ficado legal. Consegui colocar 40 psi e então seguimos mais tranquilos.

Boas retas logo após Vassouras-RJ, temperatura subindo... paramos num posto, pouco antes de Paraíba do Sul-RJ, para uma coca-cola e pra Lu retirar a capa de chuva. Feito isso, voltamos à estrada. Quando passamos por Três Rios-RJ a temperatura já chegava a 35 graus... estávamos chegando mesmo em casa...rsrsrs.

O prêmio maior de cada aventura é esse: retornar pra nossa casa, cansados sim, mas muito felizes.



Dicas do dia:

BOA DO DIA:
A subida da serra para Lídice.
FURADA DO DIA: 
Um "pardal" de 40km, sem sinalização, e num trecho rápido.


Mais um túnel
Ao lado esquerdo o rio Piraí
Uns vão... outros vem.
Tá esquentando... estamos chegando!
Mais uma viagem que vai ficar pra sempre na nossa memória
Que bom voltar pra casa

[Anterior]   [Próximo]


segunda-feira, 12 de outubro de 2015

16º Dia - Expedição Bonito 2015 - São Vicente-SP x Angra dos Reis-RJ


- Distância Percorrida: 417 km
- Hospedagem: Apart Angra Hotel

Optei por passar direto pela BR-101 e não entrar em Santos-SP, mas me confundi e, desrespeitando a orientação do GPS, acabei saindo à direita logo depois da travessia do rio Cubatão e logo percebemos que estávamos na direção errada. e na entrada do TECUB (Terminal de Cubatão) nos informamos quanto ao trajeto correto. Fizemos o retorno necessário e voltamos à BR-101.

Andamos dentro de matas, à beira mar, subindo e descendo, curvas pra lá e pra cá... trecho gostoso de se andar, tirando os engarrafamentos, felizmente no sentido contrário, às vezes de quilômetros, de quem já tentava retornar pra casa neste último dia do feriadão.

Passamos pela Praia de Boiçucanga, cravada entre dois morros, entramos de novo na mata e no zig-zag até chegarmos em Maresias-SP, também escondida entre dois morros. Quase todo o comércio fechado, era difícil achar um quiosque, uma lanchonete ou algo do gênero pra gente comer alguma coisa, e quando encontrávamos havia uma fila de pessoas... desanimador. Seguimos em frente.

Paramos num quiosque próximo à São Sebastião e dali pra frente iríamos direto, e assim passamos por Caraguatatuba, depois diversas praias, e enfim chegamos à Ubatuba-SP, local mais sofisticado e bonito, mas apenas passamos. Nos afastamos um pouco do litoral, até Paraty-RJ, onde chegamos a entrar um pouco na cidade mas resolvemos seguir um pouco mais e tentar ganhar alguns quilômetros para o dia seguinte. Pegamos um pouco de chuva nesse trecho mas enfim chegamos em Angra e depois de abastecer a moto encontramos o Apart Hotel Angra, onde passamos a última noite da viagem.


Dicas do dia:

BOA DO DIA:
As muitas curvas e paisagens dessa bela estrada litorânea.
FURADA DO DIA: 
Aqueles motoristas que pensam que estão sozinhos na estrada e trancam o caminho... arghhhh!!!! Ninguém merece!




domingo, 11 de outubro de 2015

15º Dia - Expedição Bonito 2015 - Curitiba-PR x São Vicente-SP


- Distância Percorrida: 380 km
- Hospedagem: Extasy Motel

Acordamos e observamos pela janela, do alto do 13º andar, que uma chuva fina nos dava um sinal de como seria o dia. Fui conferir a previsão meteorológica e realmente, era chuva durante todo o dia. Então não havia mais o que pensar: vamos pegar a estrada em busca de sol.

Saímos de Curitiba ao meio dia e o movimento nas estradas estava bem tranquilo. Alguns trechos sem chuva e outros com chuva fina. Pouco antes de Jacati-SP paramos num restaurante junto à um posto de combustível para almoçar.

Depois que retornamos à estrada, logo fomos alcançados por um grupo de motociclistas (uns dez) que mantinha um "batedor" fixo, no início da fila, e outro no final, ambos com colete amarelo/laranja. Acompanhamos o grupo até um certo trecho, quando o último deles pediu que fossemos dentro do grupo, e assim fizemos até Itariri-SP, quando eles entraram à direita e nós seguimos em frente.

Chegamos a entrar em Peruíbe, pensando em pernoitar por ali, mas os hotéis e pousadas que olhamos, todos tinham já na porta de entrada, a placa de "lotado", além disso, num determinado trecho da orla, que parecia um dos mais movimentados, um odor de urina terrível, uma muvuca de gente ocupando a pista e ignorando os veículos que por ali passavam... deprimente. Resolvemos sair dali logo e seguimos adiante em busca de um lugar mais aprazível.

Paramos em São Vicente-SP, próximo ao Guarujá-SP, num motel às margens da BR-101 e nem desfizemos a bagagem. Tomamos um bom banho, comemos uma pizza e descansamos.


Dicas do dia:

BOA DO DIA:
O movimento estava tranquilo, tanto na BR-116 quanto na BR-101.
FURADA DO DIA: 
Peruíbe não agradou... eu tinha outra imagem do local.




sábado, 10 de outubro de 2015

14º Dia - Expedição Bonito 2015 - Itapema-SC x Curitiba-PR


- Distância Percorrida: 272 km
- Hospedagem: Slaviero Suites

Mais um dia chuvoso, e após o café da manhã saímos rumo à Curitiba-PR. Felizmente a BR-116 estava tranquila e pudemos andar tranquilos. Pouco depois de Joinville, dois casais, um numa GS Adventure e outro numa F800, nos ultrapassaram e aproveitamos para seguir próximos a eles até o pedágio, a cerca de 15 km de São José dos Pinhais-PR, quando eles pararam e nós seguimos direto. Na entrada de Curitiba, seguindo o GPS (eu havia marcado a Star News, concessionária BMW de motos), tomamos à direita, no "contorno leste", enquanto víamos passar reto, os dois casais.

Após fazer todo o contorno, entramos à esquerda, na estrada Curitiba-Paranaguá, e dali fomos até a Star News, onde encontramos um movimento grande de motociclistas, inclusive os dois casais que citamos anteriormente. Estava ocorrendo um encontro naquele dia, daí toda aquela movimentação.

A tarde foi de um bom descanso
Fui atendido na oficina, relatei o problema com o botão de partida e fui informado de que este problema já é recorrente e que a BMW já reconheceu e efetua a substituição gratuitamente, e assim foi feito. Enquanto aguardávamos, aproveitamos pra dar uma olhada na loja, bastante sortida.

Terminado o reparo, fomos procurar um hotel, e nos dirigimos direto para o Íbis do centro, que nos impressionou pelo tamanho, o maior que já vimos, entretanto a fila na recepção também era descomunal e desistimos. Ali bem perto encontramos o Slaviero, boas acomodações, bom preço, e garagem segura. Almoçamos ali mesmo no hotel, mais precisamente no próprio quarto. Descansamos à tarde, enquanto caía uma "garoa". À noite fomos ao Shopping Curitiba, a uma quadra do hotel.

Agora é esperar o dia de amanhã pra avaliar se ficamos ou não mais um dia aqui.


Dicas do dia:

BOA DO DIA:
O ótimo atendimento na Star News.
FURADA DO DIA: 
Nada relevante.




sexta-feira, 9 de outubro de 2015

13º Dia - Expedição Bonito 2015 - Lages-SC x Itapema-SC


- Distância Percorrida: 429 km
- Hospedagem: Motel Eden

Olhei pela janela logo cedo, pouco antes das seis da manhã, na direção de São Joaquim-SC, e o céu começava a clarear. Isso me animou novamente a encarar a Serra do Rio do Rastro. Pedimos o café da manhã e nos preparamos pra sair. Vestimos a roupa de chuva e partimos, mas ainda sem muita convicção da direção a seguir. Mas realmente o céu ia ficando cada vez mais limpo na direção da serra e foi inevitável: é pra lá que vamos.

À medida que nos aproximávamos de São Joaquim, mais o céu ficava limpo, mas sempre lá pra frente. Percorremos os 80 km que as duas cidades e quando paramos num posto de combustível, logo na entrada da cidade, começou a chover, e o tempo fechou. Seguimos adiante, na esperança de que fosse apenas uma nuvem localizada, mas quanto mais a gente andava, mais fechado ficava.

Chovia em alguns trechos mais do que outros, mas apenas aquela chuva teimosa. Chegando em Bom Jardim da Serra a coisa tomou outro proporção, pois a partir dali, além da chuva, uma neblina tão intensa que nos forçava a manter uma velocidade em torno de 20 km/h. O frio aumentava, e eu só pensava em como seria descer a Serra do Rio do astro naquelas condições.

Chegamos no mirante e não dava pra ver absolutamente nada lá para baixo, nem morros ou montanhas, muito menos estrada. Perguntei no único quiosque aberto e o rapaz disse que já estava assim desde o dia anterior, e que não era previsto melhora. Pronto... frustração. A Lu, aborrecida com o frio intenso, e eu, por ter chegado tão perto, e ter que desistir.

Na garagem do motel
Vamos voltar... subimos na moto e começamos o caminho de volta, sem saber ainda como seria, se retornaríamos à Lages, se desceríamos por Ubirici-SC, ou alguma outra opção. Uns dois quilômetros adiante olho pelo retrovisor, meio que me despedindo, e eis que percebo o céu limpando. Parei, conferi a visão e pedi confirmação à Lu. Fizemos meia volta, decididos agora a descer a serra.

Chegamos novamente no mirante e já era possível avistar a estrada. Ainda serenava, mas a euforia tomou conta. Respirei fundo e liguei a moto... começou a chover novamente, o cenário foi mudando de novo...foi como se fechassem as cortinas. Mas agora não teria volta... fomos adiante.

Descemos com muita cautela, e mesmo com a chuva, curtimos muito. Se naquelas condições foi tão bom, fiquei imaginando num dia de sol. Aquela situação me lembrou muito a descida da Cordilheira dos Andes, quando saímos de Cuzco para Porto Maldonado (por nós gentilmente apelidado de Porto Mal Danado), chuva, altitude, descida, zigue zagues, matas, cachoeiras...

Descemos até Tubarão-SC, onde tomamos a BR-101 em direção à Florianópolis-SC. Alguns quilômetros antes de Floripa pegamos um baita engarrafamento. Era uma sexta feira, início de um feriadão (segunda era feriado), e já imaginávamos que isso pudesse ocorrer. Infelizmente ficamos retidos ali muito tempo, e como a chuva não cessava, como estava difícil reservar hotéis pra sair no domingo (já havia feito consulta um dia antes), e como a previsão para o dia seguinte era de mais chuva, preferimos deixar Floripa pra outra ocasião, e seguir um pouco mais, tentando se desvencilhar daquele trânsito.

Alcançamos a cidade de Itapema-SC e fomos à um motel que avistamos ainda da pista principal. Agora um bom banho quente, uma pizza e o merecido repouso.






Dicas do dia:

BOA DO DIA:
A gente ter conseguido descer a Serra do Rio do Rastro..
FURADA DO DIA: 
Não termos entrado em Floripa.




quinta-feira, 8 de outubro de 2015

12º Dia - Expedição Bonito 2015 - Canela-RS x Lages-SC


- Distância Percorrida: 332 km
- Hospedagem: Le'Parc Motel

Choveu durante toda a noite e, mais uma vez, amanheceu chovendo, mas desta vez com mais intensidade. Avaliamos e decidimos que seria melhor pegar a estrada assim mesmo, sob o risco de ficar mais um dia parado ali, sem muitas opções, e ainda permanecer chovendo no dia seguinte (conforme era a previsão meteorológica).

De volta ao motel Le'Park
Juntamos todas as nossas coisas, fui colocando a bagagem na moto, pouco a pouco, e enfim vestimos as roupas de chuva e partimos. Fizemos o mesmo trajeto da vinda, até Bom Jesus. A chuva nos acompanhou, incessante até ali. Agora, ao invés de seguirmos em direão à São José dos Ausentes-RS, rumamos para Vacaria-RS. Neste trecho, na RS-285, a chuva começou a diminuir e em alguns momentos chegava a cessar. Em Vacaria pegamos a BR-116, sentido à Lages-SC e felizmente, sem chuva.

Faltando uns cinco quilômetros para Lages, percebi um policial rodoviário observando, à margem esquerda da rodovia, a proximidade das águas, do rio Caveira, se não me engano, Entramos na cidade e a chuva voltou. Passamos por dois hotéis mas nenhum deles oferecia segurança na garagem, para que deixássemos a bagagem na moto, e assim acabamos retornando ao motel onde já havíamos ficado na ida.

Assistindo o noticiário local na TV, soubemos que naquela tarde havia caído fortíssima chuva na cidade e várias ruas do centro ficaram alagadas e interditadas. Na região também choveu muito, inclusive granizo, com muito prejuízo a moradores. A Lu ficou meio assustada, mas estávamos saindo daquela região, que juntamente com o Rio Grande do Sul, era onde estava previsto mais e mais chuvas. A dúvida é se vamos ou não fazer a Serra do Rio do Rastro amanhã.



Dicas do dia:

BOA DO DIA:
A rodovia Régis Bittencourt, ou BR-116, estava tranquila e seca.
FURADA DO DIA: 
Hotéis importantes com garagem sem cobertura e sem segurança adequada.




quarta-feira, 7 de outubro de 2015

11º Dia - Expedição Bonito 2015 - Canela/Gramado-RS


- Hospedagem: Pousada Encantos da Terra

Choveu bastante durante a madrugada e amanheceu chovendo, e por conta disso estendemos nossa permanência na cama. Depois do café da manhã ainda retornamos para o quarto e ficamos aguardando alguma melhora.

Eram onze horas da manhã quando percebemos uma ligeira estiagem e resolvemos ganhar a rua. Caminhamos ali mesmo em Canela, mas logo o sereno voltou. Entre idas e vindas dessa chuvinha fina a gente ia curtindo o frio, o ambiente agradável do local. Almoçamos por ali mesmo e retornamos à pousada, onde ficamos durante toda a tarde, enquanto lá fora não parava de chover.

Saímos à noite pra jantar, e a chuva continuava. Fomos a um lugar legal e, ouvindo uma boa música ao vivo, saboreamos uma deliciosa sequência de fondue, tudo isso acompanhado de um vinho nativo já provado e aprovado anteriormente.

Durante o tempo que estávamos no restaurante desabou uma chuva muito intensa e quando saímos dali fomos correndo de marquise em marquise, até chegarmos à pousada. A previsão para o dia seguinte era de mais chuva, o que começava a nos desanimar de passar mais um dia ali. Vamos descansar e amanhã cedo decidiremos o que fazer.



Dicas do dia:

BOA DO DIA:
A sequência de fondue.
FURADA DO DIA: 
A chuva, que atrapalhou um bocado.